sexta-feira, 27 de maio de 2011

Lançamento de franquia

Fiquei impressionada com a capacidade de administração do médico Antonio Palocci e seria interessante que além do livro que já foi lançado em 2007, com o título "Sobre formigas e cigarras", onde narra os bastidores da política econômica do país, deveria lançar no mercado a franquia de sua empresa de consultoria.


"Nunca na história deste país", viu-se coisa assim!

O cara consegue ser consultor milionário, aumentar vinte vezes seu patrimônio em apenas quatro anos e ainda é médico em condição "ativa", com carga de 30 hs em Ribeirão Preto. E ainda acham que estas coisas foram inventadas em Mangaratiba...

Este homem é tão trabalhador que está mesmo no partido certo, afinal o PT é o partido ideal para os "trabalhadores". Coisas do fisiologismo!

Então penso que seria maravilhoso que lançasse no mercado franquias de sua empresa. Seria um sucesso para aqueles que querem investir em "dinheiro fácil".

Poderíamos nos juntar aqui em Mangaratiba, apurar uns trocados e pedir aos petistas que estão no poder local, para darem uma força para nós munícipes e conseguiríamos a primeira franquia de Palocci.

"Eles" falariam com o senador Lindinho, que por sua vez repassariam nosso pedido ao Lula que daria uma força com Palocci para que o lançamento desta franquia ocorresse por aqui.

Então, será que nossos "amigos" de São João de Meriti, Volta Redonda e os da terra, poderiam começar esta ação entre "amigos" petistas para levarem ao ministro, este pedido da população?

Afinal, isto seria uma Ação Social, e este me parece ser o campo de atuação deles em Mangaratiba, não é?

Amanda Gurgel e Mangaratiba

Uma leitora do blog, pediu que eu "tentasse" fazer a correlação entre o depoimento de Amanda Gurgel e nossa relidade.

No blog da Márcia Olivieri, temos o vídeo que abalou e deu uma "catucada" em toda a classe, transmitiu a todas as mulheres que dá para ser "diferente" em um país que se cala diante de injustiças, desvalorizações e incertezas conceituais quanto ao que é "certo" e "errado".


Fiquei aqui pensando, e cheguei a conclusão de que o vídeo já é a essência de tudo que poderia escrever, o depoimento dela é suficiente para uma reflexão maior. E nada que pudesse escrever, seria tão bom quanto a mensagem que ela nos lançou de cara limpa e de forma simples.


Lembrei do dia em que a classe de Mangaratiba, foi até a Câmara e conquistou seu aumento, insuficiente ainda para manter a dignidade profissional, mas que no momento era o que se podia negociar. Lembrei de como conseguiram manter a dignidade mesmo quando os vereadores, Sr. Kabeça e Sidinho, se sentiram "ofendidos" com um cartaz em que se perguntava se "eles viveriam" com o salário delas, o que as obrigou a retirar o cartaz "tapa na cara". Este cartaz continha a mesma pergunta que Amanda Gurgel fez aos deputados.... mas me lembrei também, que ninguém, mas ninguém mesmo, solicitou melhores condições de trabalho, ninguém se manifestou sobre as perseguições pessoais que decorrem de uma gestão pública de retaliações e ninguém se manifestou em favor da educação.

Mesmo assim, foi um passo para o resgate de uma profissão tão aviltada e menosprezada como se menor fosse para a sociedade.

Agora, teremos o novo plano de cargos e salários e penso que é hora de nova mobilização, pois a classe deve ser contemplada e sabemos que se não houver "movimento", conversas e uma nova procura para representações, a classe talvez fique de fora.

Então, a correlação que poderia fazer, repasso para vocês da classe, perguntando se já estão aprendendo que sem coragem e real interesse na questão educacional, nada acontecerá de positivo tanto na vida de vocês, como da sociedade.

Sei que Amanda Gurgel questiona exatamente isto que estou propondo a classe, a responsabilidade da "salvação" do país, com toda certeza não está nas mãos dos educadores, mas é com vocês que esta corrida de revezamento começa e quando passarem o bastão adiante, poderão perceber que fizeram a diferença na sociedade, não o deixando cair.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Tráfico de influência

Tráfico de influência consiste na prática ilegal de uma pessoa se aproveitar da sua posição privilegiada dentro de uma empresa ou entidade, ou das suas conexões com pessoas em posição de autoridade, para obter favores ou benefícios para terceiros, geralmente em troca de favores ou pagamento.

É um dos crimes praticados por particulares (empresários e políticos, no Brasil), principalmente contra a administração pública em geral. Consiste em solicitar, exigir, cobrar ou obter, para si ou para outrem, vantagem ou promessa de vantagem (como se fosse um investimento), a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função. A pena prevista para esse crime é de reclusão, de 2 a 5 anos, e multa. A pena é aumentada da metade, se o agente alega ou insinua que a vantagem é também destinada ao funcionário.

Veja Art. 332 do Código Penal.


Assim está na Wilkipédia, e todos nós conhecemos como isto se dá.

Agora, como isto passou a ser prática que toleramos sem questionar?

Vejamos, a troca de favores e gentilezas, são agradáveis e positivas em sociedade, pois expressam nossa dignidade, estimulam nosso senso de justiça e solidariedade que a "troca" social acaba por implicar na sociedade. Dizemos "obrigada", ficamos agradecidos e trocaremos esta gentileza com outras pessoas. Assim se vive a socialização necessária para a humanidade.

Isto começa a desvirtuar a ética da sociedade, quando esta "troca" se dá por interesses corporativistas, negócios, vantagens eleitorais e chegaremos ao benefício de uns em detrimentos de muitos. Neste exato momento, se dá o absurdo social! Quando por exemplo, passamos a trocar lugar em filas de atendimento para exames, onde passamos alguém para trás neste atendimento, ou quando negociamos comissões de fornecedores, pois estamos com o privilégio do poder instituído. Estes são os exemplos mais simples, cotidianos e que vejo não são questionados por ninguém. Muito pelo contrário, percebo até que muitos alegam que escolhem seus representantes, justamente por terem usado o tráfico de influência para que conseguisse, vejam bem o absurdo, que seus direitos de cidadão fossem exercidos. Não lembram que alguém foi passado para trás, que alguém perdeu oportunidades de apresentar seu negócio, pela ganância daquele que detém o poder. Esquecem também, que a saúde de outro pode ter se agravado por termos passado a frente neste atendimento. Não percebem que negaram a crianças em risco social, o direito a frequentar uma creche, ou de ter garantido a oportunidade estabelecida por nossa Constituição.

Mas, o pior disto tudo, é que a cada dia, vemos mais e mais esta prática sendo colocada como aceitável, e até tida como "capacidade" daquele que oferece o tráfico de influência. Conheço pessoas que não percebem que aquele indivíduo bonzinho, está corrompendo conceitos éticos e o está manipulando para seu (dele) próprio benefício. E assim, hoje se rompe a cadeia de troca social tão importante para que se viva oportunidades iguais para todos, levando a sociedade a um salve-se quem puder tão danoso para todos nós.

Penso que já se demonstrou que sem o mínimo de ética, não chegaremos a lugar nenhum. Que continuaremos a ser enganados e nunca teremos nossos direitos assegurados, pois somos os primeiros a correr atrás das migalhas, e aceitamos que nos corrompam de forma tão vil.

Não podemos aceitar que tudo "pareça" ser ético e normal. Temos que exigir que "seja" de fato ético e normal.

Se somente parecer, vamos dizer não!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Um bom exemplo para Mangaratiba

Mangaratiba ainda vive produzindo tanto lixo, apesar de consumir tanto material que poderia ser reciclado.O que nos leva a ser tão ultrapassados em relação a preservação do meio ambiente e a economia sustentável?

Iniciativa!!!!!!!!!!




Comunidade carioca é exemplo em reaproveitamento de garrafas PET

Na favela do Vigário Geral, Rio de Janeiro, procurar embalagens plásticas é tarefa árdua. Mas nem sempre foi assim. Essa dificuldade surgiu quando o Projeto Reciclagem & Cultura chegou à comunidade e propôs transformar PET em móveis.
No começo muitos não conseguiam imaginar como as garrafas poderiam ser matéria-prima. Mas, a ideia deu certo e hoje a comunidade inteira participa da coleta, de modo que encontrar embalagens plásticas na comunidade, atualmente, é como “procurar agulha no palheiro”.
As peças de destaque são as poltronas e pufes de garrafa PET. Quase todas as casas da favela já trocaram PETs por móveis. A proposta no início do projeto era de que as pessoas levassem de 75 a 250 garrafas até a cooperativa e as trocassem por um pufe ou poltrona nova. Foram tantas as pessoas que se interessaram que os idealizadores tiveram que restringir a quantidade de pufes a um por família.
O projeto estipulou metas para quem quisesse trabalhar na cooperativa. No começo do projeto eram necessárias, no mínimo, 900 garrafas e facilmente a meta era batida, com o tempo, diminuiu para 750 a quantidade de garrafas necessárias para os trabalhos e ainda assim, a dificuldade em encontrar o material é grande. Dessa forma, os catadores tiveram que passar a buscar embalagens em outras comunidades.
Hoje os pufes são comercializados. Já foram vendidos mais de cem deles de uma só vez para uma loja de departamentos de Londres. A região recebeu retorno financeiro e ainda minimizou consideravelmente a quantidade de lixo produzido da área.
O material que para alguns é objeto de trabalho e fonte de renda, para outros ainda é lixo. O fato é que reaproveitar objetos é um exercício de criatividade que contribui para o bolso e para o meio ambiente. Milhares de peças que se descartam diariamente no lixo têm alguma serventia e não é preciso ser artista para ter esta percepção. Com informações do site Net Network.
Redação CicloVivo

Reunião Conselho Municipal de Saúde Mangaratiba

Reunião Conselho Municipal de Saúde.

Data: 25/05/2011
Local: CEID - em frente ao Bradesco de Mangaratiba
Horário: 13:30 hs

Aberto ao público que pode participar com sugestões e reclamações sobre nossos direitos a uma gestão em saúde com qualidade.



Exerça seus deveres, para obter os direitos de cidadania!

domingo, 22 de maio de 2011

Vendo Canal Viva..... anos 80.

Domingo, só no controle remoto e parei no canal Viva. Que coisa mais legal de se fazer quando estamos de bobeira em casa e só queremos ver e não pensar em nada.

Me deparei com um programa do Chacrinha, já em final de sua carreira, mas com a mesma loucura alienante e perturbadora que sempre apresentou em seus programas, mesmo depois de quase 50 anos de carreira. Chacrinha é atemporal, brega, vulgar, interessante, ridículo e maravilhoso comunicador.

Mas, rever a breguice dos anos 80, foi o melhor do programa retransmitido. As mulheres com aqueles cabelos de poodle recém tosados, sem silicones no peito, com bunda e pernas torneadas, mas nunca malhadas e homens magros, sem a musculatura de agora, com aparência de "desligados".

E as músicas? Tinham as bregas mesmo, as maravilhas do rock nacional, o axé e o pagode bem feito, que não se compara a nada que escutamos hoje.

Então vamos com estas pérolas dos anos 80! Anos de total falta de rumo, que mesmo assim rumou aos tropeços para uma nova década mais alienante ainda:








Esta é para lembrar o bom pagode, e o "Conselho" serve para todos até hoje:


Mangaratiba que se encontra e se mobiliza

Esta semana, mais precisamente na sexta-feira, um amigo me convidou para ir em sua casa conhecer umas pessoas que gostam do blog e querem fazer parcerias para união de esforços em torno de mobilizações sociais. Aproveitei e levei mais duas pessoas que já são atuantes, para juntos conhecermos o que acontece por nossos distritos.

Chegamos por volta de 17:30 hs e pensei até que não passaria das 19:00 hs, mas foi um maravilhoso engano, pois a conversa se estendeu até 23:00 hs e olhe que ainda tínhamos muito que conversar!!!!

Que interessante perceber como queremos esta mobilização e como está sendo útil, este trocar de ideias pela net e agora também olhando nos olhos dos "companheiros" de angústias. Foi um abrir de comportas para transbordar temas que tanto nos afligem.

Ambientalistas, jovens professores, empresários, profissionais aposentados e os da ativa. Moças e senhoras, rapazes e senhores, todos interessados em ações.

E os distritos conversando, se conhecendo e querendo a unidade tão importante para nosso município. E o melhor, conversas vindas da população, em prol da população.

E amigos, isto não tem como estancar mais, é moto contínuo energizado por todos nós, para todos nós.

Está acontecendo....

Mangaratiba ainda não morreu, talvez esteja acordando lentamente de um pesadelo e este acordar requer um mínimo de concentração para que possamos entender o que se passa a nossa volta.

Assim, vejo Mangaratiba que busca seus iguais, que já pensa em promover pequenas mobilizações e que quer participar do cenário nacional, partilhando suas necessidades e divulgando seus problemas.

As informações que buscamos na internet, são importantes e nos indicam alguns eventos e mobilizações que acontecem e que não temos divulgações em outros meios de comunicação - melhor - nem temos outros meios de comunicação, já que rádio, jornais e carro de som estão "prestando serviços" para o poder instituido.

Penso que devemos insistir em divulgar, seja no blog, em comunidades ou em perfis de redes sociais, aquilo que pode promover o rebuliço necessário para mudanças que tanto desejamos.

Então começo com a audiência pública na ALERJ, terça-feira, dia 24 de Maio de 2011 sobre a TKCSA.

Haverá um ônibus saindo da porta da ONG GDASI na Estrada RJ-14, nº 32 em Itacuruça, às 6:45 horas para levar e trazer todos que quiserem ir.A importância desta mobilização deve-se aos os problemas de saúde que essa empresa vem causando a população do entorno da Baia de Sepetiba.

Também deveríamos ter nossos vereadores em parceria com este movimento, pois isto é dever de nossos representantes. Mas, qual deles ficará a nosso favor e contra a empresa de Eike Batista e assim, contra o governo de Itaguaí que corrobora com isto?

sábado, 21 de maio de 2011

Notícias do Vieira

A guarda mirim está chegando ao município, um sonho meu..... muito bom! Êta lelê!

Plano de cargos e salários quase pronto.... muito bom! Êta lelê!

Cerca de três CEIM para inaugurar..... muito bom! Êta lelê!

Pequena obra na pré-escola Maria de Lurdes Pereira da Silva, Muriqui ...... Obrigada!

Transporte escolar com alguns problemas..... muito chato! "Tá" difícil!

Alguns Diretores de UEs descacetados ..... muito ruim! "Tá" difícil!

Transporte intermunicipal completamente ultrapassado ... muito ruim! "Tá" difícil!

Saúde no município um caos total...... péssimo! "Tá" difícillllllllll !!!!!!

Fantasmas novos sendo caçados e mandados para o limbo..... muito bom! Êta lelê!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Algumas dicas.... continuando a divulgar o "Combate à corrupção"

"Tá" no livro....

Falta de publicidade dos Pagamentos efetuados.

Normalmente, a lei Orgânica do município obriga o prefeito a afixar diariamente na sede da prefeitura o movimento de caixa do dia anterior (o chamado boletim de caixa), no qual devem estar discriminados todos os pagamentos efetuados. A mesma lei exige também que, mensalmente, seja tornado público o balancete resumido, com as receitas e despesas do município. A ausência desses procedimentos faz com que os cidadãos fiquem impedidos de acompanhar e verificar a movimentação financeira da municipalidade, e isso pode ser indicação de acobertamento de fatos ilícitos.


Transferências de Verbas Orçamentárias.

Quando aprovado pela Câmara Municipal. o orçamento deve ser rigorosamente cumprido, pois é uma Lei. O orçamento de uma prefeitura, ou de qualquer órgão público é uma peça de planejamento e de priorização no dispêndio de recursos. Ele apresenta valores por rubrica, e deve refletir o desejo e as prioridades estabelecidas pela população. qualquer alteração posterior deve ser novamente submetida ao Legislativo local e tornada pública, para que as razões do remanejamento possam ser entendidas pelos cidadãos. algumas leis municipais orçamentárias são verdadeiras peças de ficção. O prefeito introduz na Lei, e o Legislativo prova artigo que autoriza o prefeito a remanejar 100% das verbas do orçamento. Isso, na prática, tira toda a priorização, e dá autoridade ao prefeito para gastar onde ele desejar, pois tudo pode remanejado. Remanejamentos de verbas superiores a 5% do orçamento são inaceitáveis. Qualquer coisa acima desse limite deveria ser novamente submetida à Câmara Municipal, pois está modificando as prioridades estabelecidas pelo orçamento original.

Alguns prefeitos burlam até o princípio da publicidade, no caso das tranferências, publicando as mesmas de forma ininteligível, por meio de códigos, procurando esconder quais contas estão sendo manipuladas e quais os elementos orçamentários remanejados. Esse esquema visa a dificultar a fiscalização dos gastos públicos.

Alguns vereadores não tomam conhecimento do orçamento municipal. Alguns não sabem nem do que se trata, e votam completamente no escuro, obedecendo a orientações de seus mentores e interessados. Deve haver maior participação popular na elaboração do orçamento, inclusive com audiências públicas para estabelecimento de prioridades.




E como estamos por aqui? Tudo acontece assim? Como foi e como será que queremos nossa administração?

terça-feira, 17 de maio de 2011

Alguns dos comentaristas...

Conheço alguns dos comentaristas do blog. Por vezes sei quem é pela escrita, outros por repetirem suas palavras para mim ou para alguém que depois inocentemente me diz:

-Fulano falou isto ou isto....Ihihihih! A Fulaninha me disse aquilo assim, assim.

E aí vai ficando fácil identificar as pessoas em um lugar pequeno e que vive de falar da vida pessoal dos gestores..

Em outras vezes, o "Feedjit" me ajuda a identificar a origem da postagem e lá vou eu descobrindo quem leu ou escreveu tal comentário. Isto não importa, desde que se fale de opinião sobre a vida pública, meu dinheiro, seu dinheiro, nossas necessidades sociais ou algum assunto de nossa vida em comum. Agora, o blog, não foi feito para se dizer que fulano é bonito, feio, gosta de transar ou não.

Até agora, o nível estava bom, mesmo quando me atacavam, mas não deixei atacarem antes e não deixarei atacar agora, QUALQUER PESSOA em sua vida pessoal. Quando da campanha para prefeito, todas as perguntas feitas por mim, se referiram a vida pública, os acordos, as falcatruas, o passado POLÍTICO, o presente POLÍTICO, e nunca entramos nas questões pessoais, mesmo quando recebi emails, apontando processos de A ou B, que não diziam respeito a nós como cidadãos. Quando o processo era referente a atuação política, entrei de sola, mas nunca permiti postagens de processos particulares ou deixei opiniões de vida pessoal irem adiante.

Nunca permiti ofensas as particularidades da vida do prefeito eleito, nunca permiti que se falasse de ex gestores quanto a condutas em vida particular e sempre sabia quem me enviava os emails, sempre soube quem comenta na MSP e fica assim, pois isto é que faz quem realmente se interessa em promover os padrões éticos de críticas.

Alguns assuntos que tenho ou tive dúvidas, perguntei diretamente aos meus amigos que hoje são gestores e sempre me responderam de forma educada e não precisei difamá-los.

Hoje, procuro não ter contato com nenhum deles, para que não se torne algo parcial. Comento com minha visão de cidadã cada ato dos secretários e dos vereadores, mas continuarei a não entrar em particularidades de suas vidas.

Para vocês que pouco conhecem e são incapazes de separar suas mazelas pessoais das atividades cidadãs, peço gentilmente que se instruam e consigam avaliar melhor o que é ter amigos e o que é ter gestores.

Um não inviabiliza a relação com o outro. Procurem crescer como pessoas e deixem para as noites insônes, a masturbação mental que a pouca instrução social lhes proporciona.



"Olho" fico na "moita" e sempre sei quem está comentando, seja "bela" ou "feia", seja alguém que "ora" muito ou aquele que é simplesmente uma "flor". E digo, todos nos demos o respeito até bem pouco tempo, mas começamos a deixar as mazelas ocuparem espaço.


Cuidado, a roda da vida é interessante...


segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sessão na Câmara - "Tá" ficando bom....

Hoje a sessão estava concorrida e foi dia de muito blá blá bla.


Mas, o espetáculo maior estava na plateia que lotada não parava de anotar e questionar.

Na quarta-feira, mais show com o título: "Olhos no Sahy" ou "Quanto vale uma dura na BRASCAN" ou "Será que consigo mais um imóvel?"


Fiquem espertos, nem tudo que parece ser para nós, é por nós!

O padrão típico de corrupção - "tá" no livro....

Aqui, os autores citam como aconteceu em Ribeirão Bonito, cidade onde a AMARRIBO, desenvolve seu maravilhoso trabalho de combate aos inimigos da sociedade.

"O padrão de corrupção identificado em Ribeirão Bonito é típico de muitas cidades do brasil. Em vez de procurar cumprir promessas eleitorais em benefício da população, quando um corrupto é eleito, usa essas mesmas promessas para empregar amigos e parentes, para favorecer aqueles que colaboraram com suas campanhas ou para privilegiar alguns comerciantes "amigos" em detrimento de outros. Grande parte do orçamento do município é orientada em proveito do restrito grupo que assume o poder e passa a se beneficiar do orçamento da cidade.

Uma estratégia utilizada habitualmente em desvios de recursos públicos se dá por meio de notas fictícias ou "frias", que são aquelas nas quais os serviços declarados não são prestados ou os produtos discriminados não são entregues.

A burla pode ser feita com as chamadas empresas-fantasmas, ou seja, que inexistem física ou juridicamente. Como a nota fiscal passou a ser a base de toda transação comercial no Brasil, foi criada uma indústria de venda de "notas frias" desse tipo de empresa. Existem organizações criminosas com atuação a nível estadual e até nacional.

Mas a fraude também utiliza empresas legalmente constituídas e com funcionamento normal. Com o conluio dos administradores públicos cúmplices do "esquema", tais empresas vendem ao município produtos e serviços superfaturados, ou recebem, contra a apresentação de notas que discriminam serviços não executados e produtos não entregues."

Tais fornecedoras ou prestadoras de serviço agem mediante acordo preestabelecido com o prefeito e/ou seus assessores. As empresas emitem notas fiscais e a prefeitura segue todos os trâmites administrativos de uma compra normal. Quando é necessária uma licitação, monta todo o procedimento de forma a dirigir o certame para uma empresa "amiga", dificultando ou impedindo a participação de outras. Depois, dá recibo de entrada da mercadoria, empenha a despesa, e emite o cheque para pagamento. Posteriormente, o montante é dividido entre o fornecedor e os membros da administração comprometidos com o esquema de corrupção."

......

Apesar de ser um texto conhecido até por pessoas que jamais pensaríamos que pudessem "passar os olhos" por tal publicação, continua atual e completamente atualizado em alertar a todos nós que queremos um lugar melhor para nós e nossos filhos.

domingo, 15 de maio de 2011

A meleca e o traseiro

Um dia, estava em uma reunião, onde alguns profissionais que estimo muito, seriam o centro das atenções de todos, ou seja, dos pequenos e "agradecidos" funcionários.

Eu que gostava demais destes profissionais, mesmo que por vezes não concordasse com seus conceitos e forma de agir na empresa, me coloquei em posição para observar o impacto que causavam na platéia. Quando olhei para estes amigos, percebi em um deles, uma meleca afrontosa que insistia em se mostrar para todos. A cada respirar, a bichinha entrava e saia de sua narina, demonstrando todo interesse em participar da reunião.

Olhei para os demais e percebi um constrangimento, que logo se tranformou em pequenos sorrisos de canto de lábios a cada gesto mais arrogante do profissional. E quando foi sua vez de palestrar, os sorrisos sumiram e os bilhetes começaram a circular entre os ouvintes. Fiquei desconcertada por ele, queria terminar com aquela agonia que já estava fora de controle e tentei de todas as maneiras, avisá-lo do que se passava. Enviei torpedo, procurei fazer gestos para que ele percebesse e nada! Estava tão deslumbrado em mostrar seu poder e inteligência que não se dava nem o trabalho de ler torpedos ou interpretar os gestos de avisos.

E assim, continuamos até o intervalo. Logo que se afastou dos demais, me aproximei e avisei do melecão abusado que o acompanhava. E qual não foi minha surpresa, quando ele se aborreceu comigo, olhou-me com cara zangada e disse que ninguém havia percebido nada e que eu queria mesmo era desmoralizá-lo. Muito chateada, olhei para as pessoas que naquele momento, já estavam as gargalhadas pelos cantos e retornei meus olhos para meu amigo, para lhe dar a resposta que não havia dado a sua arrogância.

Foi quando vi que ele havia dado às costas e se dirigia para seu lugar. E então, não consegui segurar a minha própria risada, pois além da meleca, que tanto me fez sofrer por ele, também estava com a calça descosturada, e o coitado nem cueca usava.


A certeza de que era o tal, o fez ser displicente a tal ponto, que imaginou que as pessoas eram cegas, ou que tinham pouca capacidade de visão.

Um carinho para alguns leitores!!!!!!!!! Claudia Leite

Combate à corrupção - mais um pouquinho...

Sinais de irregularidades em uma Administração Municipal:

"Apesar de não determinarem necessariamente a existência de corrupção, a presença de alguns fatos deve estimular uma atenção especial, entre eles estão:

- Histórico comprometedor da autoridade eleita e de seus auxiliares;
-Falta de transparência nos atos administrativos do governante;
-Ausência de controles administrativos e financeiros;
-Apoio de grupos suspeitos de práticas de crimes e irregularidades;
-Subserviência do Legislativo e dos Conselhos municipais;
-Baixo nível de capacitação técnica dos colaboradores e
ausência de treinamento de funcionários públicos;
-Alheamento da comunidade quanto ao processo orçamentário.



Está no livro.....


Interessante é que não acuso ninguém e tantos estão pulando como pipoca na panela.....



sábado, 14 de maio de 2011

Não escrevi isto..... Combate à corrupção

"O exercício da cidadania pressupõe indivíduos que participem da vida comunitária. Organizados para alcançar o desenvolvimento da comunidade onde vivem, devem exigir comportamento ético dos poderes constituídos e eficiência nos serviços públicos. Um dos direitos mais importantes do cidadão é o de não ser vítima da corrupção.

De qualquer modo que se apresente, a corrupção é um dos males que afetam o poder público, principalmente o municipal. Ela também pode ser apontada como uma das causas decisivas da carência e da pobreza das cidades, dos estados e do país.

A corrupção corrói a dignidade do cidadão, contamina os indivíduos, deteriora o convívio social, arruína os serviços públicos e compromete a vida das gerações atuais e futuras. O desvio de recursos públicos não só prejudica os serviços urbanos, como leva ao abandono obras indispensáveis às cidades e ao país. Ao mesmo tempo, atrai a ganância e estimula a formação de quadrilhas que evoluem ao crime organizado, o tráfico de drogas, e de armas, provocam a violência em todos os setores da sociedade. Um tipo de delito atrai o outro, e quase sempre estão associados. Além disso, os investidores sérios afastam-se de cidades e regiões onde vigoram práticas de corrupção e descontrole administrativo.

Os efeitos da corrupção são perceptíveis na carência de verbas para obras públicas e para a manutenção dos serviços da cidade, o que dificulta a circulação de recursos, e a geração de novos empregos e novas riquezas. Os corruptos drenam os recursos da comunidade, uma vez que tendem a aplicar o grosso do dinheiro desviado longe dos locais dos delitos, para se esconderem da fiscalização e da justiça, e dos olhos da população.

A corrupção afeta a qualidade da educação e da assistência aos estudantes, pois os desvios subtraem recursos da merenda e do material didático escolar, desmotivam os professores, prejudicam o desenvolvimento intelectual e cultural das crianças e as condenam a uma vida com menos perspectivas de futuro.

A corrupção também subtrai verbas da saúde, comprometendo diretamente o bem-estar dos cidadãos. Impede as pessoas de ter acesso ao tratamento de doenças que poderiam ser facilmente curadas, encurtando as suas vidas.

O desvio de recursos públicos condena a nação ao subdesenvolvimento econômico crônico. Por isso, o combate à corrupção nas administrações públicas deve estar constantemente na pauta das pessoas que se preocupam com o desenvolvimento social e sonham com um país melhor para seus filhos e netos. Os que compartilham da corrupção, ativa ou passivamente, e os que dela tiram algum tipo de proveito, devem ser responsabilizados. Não só em termos civis e criminais, mas também éticamente, pois eles procuram fazer com que a corrupção seja aceita como fato natural no dia a dia da vida pública e admitida como algo normal no cotidiano da sociedade.

É inaceitável que a corrupção possa ter espaço na cultura nacional. O combate às numerosas modalidades de desvio de recursos públicos deve, portanto, constituir-se em compromisso de todos os cidadãos e grupos organizados que queiram construir uma sociedade justa e equilibrada. Devemos isso aos nossos filhos.

Em ambiente em que a corrupção predomina, dificilmente prospera um projeto para beneficiar os cidadãos, pois suas ações se perdem e se diluem na desesperança. De nada adianta uma sociedade organizada ajudar na canalização de esforços e recursos para projetos sociais, culturais ou de desenvolvimento de uma cidade, se as autoridades municipais responsáveis por esses projetos se dedicam ao desvio do dinheiro público."



Texto de introdução do livro "Combate à corrupção nas prefeituras do Brasil".
autores: Antonino Marmo Trevisan, Antonio Chizzotti, João Alberto Ianhez, José Chizzotti, Josmar Verillo.

Uma experiência de sucesso da AMARRIBO Amigos associados de Ribeirão Bonito.

Mangaratiba já está se organizando para trilhar o mesmo caminho.
Vida em Mangaratiba, não é um sonho, já é uma realidade....



Todos os dias postarei trechos deste livro, para que vejamos a "luz"!!!!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Blog fora do ar e sumiço de postagem

Fiquei por dois dias com meu blog em manutenção pelo blogger e perdi a última postagem que fiz.
Já haviam até comentado na postagem e como o assunto era nepotismo, parecia que eu tinha retirado para não melindrar os "amigos".


Como não faço rascunho e escrevo diretamente no blog, a postagem sumiu e não me lembrava mais como estava. Refiz e peço que me desculpem os que comentaram, pois o sumiço não foi de minha responsabilidade.

Ainda não tinha acontecido nada parecido em meu blog e espero que não aconteça mais.

terça-feira, 10 de maio de 2011

13a Súmula Vinculante - Nepotismo

“A nomeação do cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral, ou por afinidade, até o terceiro grau inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento para o exercício do cargo em comissão ou de confiança, ou ainda de função gratificada na administração pública, direta ou indireta, em quaisquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal, e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição”.


Pela súmula, os agentes públicos brasileiros estão proibidos de contratar pais, cônjuges, avós, bisavós, filhos, netos, tios, sobrinhos, sogros, cunhados, genros e noras para trabalhar no Executivo, no Legislativo e no Judiciário.

E ainda proibe o nepotismo cruzado.


E o mais interessante que encontrei na net, é a publicação no site JUS NAVEGANDI que analisa a súmula e informa que ela pode valer também para as nomeações de Secretários Municipais:

"É incorreto afirmar que a Suprema Corte admite de forma irrestrita e livre de quaisquer questionamentos a nomeação de familiares de Prefeitos para o cargo de Secretários Municipais."

O texto é longo, mas quem quiser dar uma olhadinha básica clique aqui.

Podemos perceber que nem tudo é como querem que acreditemos.


Não tem preço......

Comprar pessoas, varia de R$ 800,00 a .....muitos R$! Dizer um sonoro "NÃO estou disponível!", NÃO TEM PREÇO!


Moral da história:

Nem todos perderam a ética, decência ou o compromisso com seu espelho!

sábado, 7 de maio de 2011

Mães... minha mãe.


Sou guria pequena sem você, minha brava companheira de jornada.
Sou você ontem e espero ser você mais adiante.
Sonho com teus olhos que tanto me faziam sua cúmplice nas gostosas risadas e nos estranhos repreender...
Sorrio sozinha quando me vejo repetir erros e acertos que me completaram como pessoa.
Choro de amor gostoso quando em algum momento, o vento me traz você...
E me calo por dentro, no instante que te vejo em tantas outras mães.
Mas, me surpreendo sempre, ao perceber que em tudo você é única e continua tão perto de minha caminhada.



Para os filhos sem mãe, para as mães sem filhos, para os filhos de alguém, desejo a paz da alma que nem sempre os filhos com mãe, as mães com filhos e os filhos da outra sentem em seu viver.

Te amo mãe, você foi da hora!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Momento citações....

É melhor escrever para si mesmo e não ter público do que escrever para o público e não ter a si mesmo. [Cyril Connolly]

Habemus Secretária de Educação !

E ontem saiu fumaça branca da SME....


Tomou posse ontem a verdadeira Secretária Municipal de Educação de Mangaratiba, Vânia Nunes de Oliveira.

Após dois meses de intensos apagar de incêndios, de aprendizado, conciliações, traçar metas e diretrizes, conhecer os funcionários e unidades escolares mais minuciosamente, ontem em pleno Iate Club de Muriqui, percebeu-se que a Secretária Municipal de Educação já pode responder plenamente por sua pasta e que encontrará o caminho para aparar as arestas de uma educação tão superficial em nosso município.

Enfim, ontem definiu-se o que ela espera da classe, mas principalmente ficou definido que ela está no comando e que saberá unir, provocar e estimular o melhor de cada um de sua equipe, que não está lotada somente na SME, mas em todas as unidades escolares de nosso município.


Matou a bola no peito, está driblando os adversários e conseguindo fazer um time, que espero tenha um desempenho de campeão.

Aos que esperavam arrogância, encontraram liderança. Aos que esperavam autoritarismo, encontraram a conciliação. Aos que esperam superficialidade, encontrarão esforço e superação.

Assim, dou boas vindas a nova secretária de educação que tomou posse ontem com os votos de uma boa gestão, primando pelo social, pela educação formal de qualidade que levará nossos alunos a um futuro melhor, que questionarão mais e se tornarão cidadãos melhores que nós.

Peço a nova secretária que nunca esqueça de seu início de educação em escola rural de nosso município, que não esqueça das dificuldades de nossos educadores em repensar sua cidadania, pois são frutos da educação tão sucateada não só em nosso município, como em todo país.

Assim, estimulando nossos educadores, cobrando fortemente quando necessário, teremos a qualidade que tanto almejamos para nossos educandos. E de quebra, ainda educa informalmente nossa sociedade.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ofício Gab 12/2011 - Dr. Ruy Tavares Quintanilha

Este é o Ofício que o vereador Ruy enviou a Previ em 02 de Maio de 2011:

Ao Ilmo
Sr. Stalin Jaborandy Guinâncio
Presidente da Previ-Mangaratiba

Em mãos

Prezado Senhor

Dirijo-me a V.Sa., no sentido de que seja apreciada a seguinte situação:
Sabedor do desconto mensal de 11% do salário do Servidor Efetivo para contribuição previdenciária (PREVI-MANGARATIBA), venho questionar:

1. Há quantos meses o desconto vem acontecendo e os valores descontados não repassados para PREVI?

2. De quanto é a dívida da Prefeitura com a PREVI, neste momento?

3. Porque não está sendo feito o repasse mensal a PREVI?

4. Que medidas estão sendo tomadas para equacionar esta situação?

5. Qual a real necessidade de se formar uma Comissão de licitação dentro da Estrutura da PREVI, sabendo que tal Comissão já existe na Prefeitura?

6. Qual a real necessidade da aquisição de novo mobiliário e novos computadores para PREVI, sabendo que a mesma vem funcionando muito bem com a estrutura atual?

7. De quanto seria este gasto para modernização dos computadores e da mobília?
Este dinheiro sairá dos cofres da Prefeitura ou será retirado do "bolso" dos aposentados?


Certo de merecer especial atenção ao pleito acima, fico no aguardo de pronto encaminhamento e subscrevo-me,


Atenciosamente


Dr. Ruy Tavares Quintanilha
Vereador




C/c.: Exmo. Sr. Prefeito Evandro bertino Jorge

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Uma sessão proveitosa - Câmara hoje

Por incrível que pareça, hoje gostei da sessão da Câmara de Mangaratiba.
Estavam presentes quase todos os vereadores, somente as ausências dos vereadores Sidinho e do José Luiz.

Abertura de praxe, com leitura de passagem bíblica feita por Dr. Simões, que até leu sem errar. Leituras de atas das duas últimas sessões, comunicados de envio de verbas e votação do parecer dos balancetes do executivo dos meses de Agosto a Novembro de 2010.

Passamos então para as indicações dos vereadores, as moções de congratulações, aplausos e blá blá blá..... o vereador José Carlos Costa fez questão de que a moção de aplausos fosse lida na íntegra, já que estava dando uma puxadinha de leve no saquinho do prefeito.....

Passaram para o tema livre, que no meu entender foi bem interessante. Todos os temas foram bem explicados e de interesse para todos nós.

Dr. Ruy, hoje voou em céu de brigadeiro e estava brilhante. Gostaria de vê-lo sempre assim!
Explanou sobre os problemas da Previ e encaminhou um ofício ao presidente da mesma, solicitando esclarecimentos sobre diversos questionamentos.
Deu continuidade ao tema de outra sessão, quando questionou a aplicação da Lei nr 5950 de Abril de 2011, que estabelece o piso salarial para diversas categorias em nosso estado.

Partindo desta lei, questiona como ficará o piso de diversas categorias em nosso município, enquanto aguardam a elaboração do novo PCS do município.

Também envia ofício ao prefeito para que o mesmo tome conhecimento dos valores que são oferecidos aos profissionais da área médica em nosso estado, para que se compare com os aviltantes salários pagos em Mangaratiba.

Realmente hoje o vereador estava com o dinamismo que espero que sempre tenha....e amanhã postarei seus ofícios a Previ e ao prefeito.

Depois, passou a palavra para José Carlos Costa que também solicitou um ofício do presidente da câmara para ser enviado ao DNIT, para que solucione problemas de sinalização e obras em rodovias que cortam o município.

Dr. Simões também abosrdou um tema interessante que são as obras dos condomínios que estão esmagando parte de nossa população, encurralando comunidades que estão sem a proteção de nossos representantes governamentais. Assim, também questionou licenças apresentadas pela construtora BRASCAN e enviarão ofício para análise da secretaria de meio ambiente e obras de nosso município sobre estes licenciamentos.

Enfim, hoje os vereadores trabalharam!

Como estou muito cansada, não entrarei em detalhes, mas vi alguns pré-candidatos.... na assistência. Só Jesus no livramento!

E a Festa? Coisas boas e coisas bem ruinzinhas...

Se eu fosse crítico de eventos, daria nota 7,5 para a 1a Festa do Trabalhador de Mangaratiba.

Dizer que foi uma titica, estaria mentindo. Dizer que foi show de bola, também estaria mentindo. Mas, se for comparar com eventos do ex, esta festa foi muito boa mesmo.

Achei que os shows atenderam ao público, mesmo não tendo ficado por lá para ver, dei uma volta aproveitando a carona de quem também só queria ir ver o movimento. Claro que se tivesse ido de transporte público ou alternativo, estaria com raiva de não ter garantido meu direito de ir e vir....

Agora, a corrida, foi bem legal! E o domingo em si, foi um pouco menos do que esperava, mas um pouco mais do que estava acostumada em Mangaratiba. Só lamento a demora do transporte de Muriqui para Mangaratiba que me atrasou para ver o início da festa.

Alguns serviços disponíveis estavam capengas, como o cadastro do cartão do SUS, que fiquei uns 15 minutos esperando a senhora voltar para o Stand e desisti, pois ela estava bem ali na minha frente e não voltava para seu posto.

Alguns eventos foram também prejudicados pela localização de suas tendas, como o da educação que ficou colado com o palco e não pode realizar certas recreações..... e o MC do palco....Jesus!

O MC cometeu algumas gafes, como trocar os cargos, os nomes de quem anunciava para o palco e era um pouco sem graça também, mas nada que diminuisse a festa.

A tal tirolesa demorou, demorou, demorou, mas valeu a espera. As crianças adoraram e foram apresentadas a algo que muitas nem sonhavam em participar ou experimentar. O interesse por esportes, se conduz desta forma.....apresentando e incentivando a participação.

Espero que isto continue a acontecer, e que não faça parte só de um tira gosto na vida destas crianças.

E reclamo do ranço do carinha do trânsito....vi umas cenas um tanto desagradáveis, pois destratar pessoas não é sua função, penso que ele deveria mesmo mandar a senhora dele lavar umas panelas já que ele recomendou isto para as expositoras da fábrica de produtos da Serra que estavam ali mostrando que somos mais que aquela ignorância e despreparo demonstrado pelo senhor do trânsito. Elas são pessoas que produzem algo, acho que ele nem sabe o que isto significa.

Creio mesmo que o maior problema foi transporte,pois os descritos acima, são mais fáceis de solucionar..... não vi os distritos interagindo e participando de forma efetiva em nossos momentos de confraternização.