segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Carta aberta ao Prefeito de Mangaratiba




Chegamos ao fim de mais um ano de sua administração, chegamos ao fim de 2014 e seu quarto ano de mandato.  Assim, posso afirmar que já se pode avaliar e opinar sobre sua administração sem medo de precipitação ou de ser julgada como arrogante.
Assim, começo afirmando que não fui sua eleitora em nenhuma eleição, mas isto não me retira o direito de repudiar o total descaso com que estamos sendo tratados por sua administração.

Bom, não vou entrar no mérito das investigações que sua administração vem sendo alvo por parte do MP, nem mesmo vou opinar sobre esta questão, pois estaria sendo leviana e, usando palavras mais compreensíveis para o senhor, estaria colocando o meu na reta, pois sei do afã com que tratas seus oponentes...
Poderia ficar por horas seguidas clamando por um resquício de dignidade de sua parte para que percebas o quanto sua administração é variável de medíocre para péssimo e quanto mal vem causando a população.
Quero escrever sobre os direitos mais simples e básicos que nos são garantidos e que por aqui não passam de um caça níqueis de verbas que nunca são revertidas para a população. 

É a saúde doente que o senhor insiste em empurrar para a população e que não permite ser tratada por simples ego inflado e olhos cegos por raiva ou por politicagem no sentido mais triste desta palavra. Neste item nos falta tudo... médicos, material, salários para os funcionários, medicamentos, logística e profissionalismo por parte de seus gestores. E o pior, está sobrando arrogância demais, tirania demais e nesta queda de braço que o senhor e seus gestores impuseram na política, nós, população é que estamos entregues a esta incapacidade e desqualificação que mata e deixa sequelas físicas e morais neste povo.

É a educação rasteira, que formará novos profissionais e cidadãos medíocres que não serão competitivos no mercado de trabalho. E não adianta falar em suas confraternizações que a educação está bem, pois ali, em seu meio todos aplaudem, e depois enviam para toda cidade, a fala um tanto trôpega, confusa e repleta de palavras que não devemos repetir e nem mesmo permitir que sejam ouvidas... Sabe aquele IDEB comemorado? Bom, educação de qualidade não se baseia em índices que podem ser questionados... E comemorar a nota 5,4 é bobagem... as suas maiores escolas, aquelas em que foram avaliados muitos alunos...300, 400 ah! Estas foram mal... poucas foram até muito bem, mas 30 alunos ou 60 alunos não podem servir de parâmetro, não é mesmo?  Outra “involuiu” e outras se mantiveram ali...no rasteirinho da meta... Educação de qualidade requer boas instalações, bons salários, material, qualificação, satisfação pessoal e planejamento feito com entusiasmo e conhecimento. Que escolas foram construídas em seu governo? Algumas creches adaptadas...  E nada mais!!!!!  E que feio, prefeito! Fazer confraternização desta secretaria em dependências de um fornecedor. Educação também é formar novos conceitos, é ter um código de conduta e ético que sejam inquestionáveis e denotem a austeridade que precisamos em um momento tão difícil para o município. Sentimos falta de uniformes, sentimos falta de respeito aos estudantes e os profissionais, sentimos falta de merenda de qualidade, sentimos falta de instalações decentes, sentimos falta de qualidade! 

Ah! Sentimos falta também de concurso público.... não só na educação, mas em todo serviço público!

Prefeito, não podemos nos esquecer do Meio Ambiente que mais parece tocada por projetos educacionais de nenhuma projeção e até mesmo infantis, por serem de uma superficialidade incrível... virou ONG?

E os serviços públicos? Falta água!!!!! Sabia disso? Não é de hoje, prefeito, o caos já se instalou e nada até agora!!!! Contrato novo com a CEDAE e nada de nada!!!! 

Transporte público, o senhor sabia que sofremos muito com este serviço? Não temos o direito de ir e vir, não temos horários, nem qualidade e ficamos isolados literalmente durante a noite e de dia é impraticável se locomover por Mangaratiba!!! Sabe, isso faz com que Mangaratiba não interaja e nem cresça economicamente... Isso é fato histórico, pois não há crescimento se o município é isolado em si mesmo.
Não temos empresas que se instalem em nosso município, pois para que isso aconteça, deveriam buscar parcerias e não ficar pensando só em contrapartidas econômicas que entrem nos cofres públicos e que não seja revertido para a população. Penso por vezes que é bom ter uma população sem mercado de trabalho... eles ficam mais anestesiados e subservientes ao governo, será este o motivo? Ah! Não posso acreditar!

Nem bancos os distritos possuem... será que nem os quiosques 24 hs que ficavam em solo público é possível? 

Nem vou pedir turismo... já que querer um público diferente em um município que sempre acolheu este perfil é sonhar com transformações impossíveis, mas ordenar o nosso município para o mínimo de conforto a população e aos próprios visitantes é dever inquestionável. Segurança, fiscalização, normas e regras é o mínimo que se pode esperar de um lugar cujo perfil econômico é o turístico. Lembra? A arte de bem receber,  requer disciplina e conduta ética e profissional de sua gestão!

Bom, gostaria de pedir também que tivéssemos mais transparência nas contas públicas, já que isso nos é devido e direito da população. Assim, ficaria mais fácil entender tanta coisa... muitos pagamentos que não entendemos e que não nos são esclarecidos por parte do governo... Poxa! Como eu queria entender alguns...

Sabe, mas o que queríamos mesmo é muito mais respeito aos nossos direitos e em todos os sentidos... em suas palavras, em suas atitudes como governante, e em seus relacionamentos políticos. Quem sabe assim, o senhor e seu grupo poderiam ter mais adversários e menos inimigos, pois ao proferir pelas ruas tantas falácias, o senhor provoca na população um sentimento confuso que sai da esfera coletiva e passa a ser pessoal.

 E no mais, desejo ao senhor e aos seus toda justiça que houver nessa vida!

domingo, 14 de dezembro de 2014

Renunciar é libertador - Mangaratiba

A renúncia é a libertação. Não querer é poder.
[Bernardo Soares (heterônimo de Fernando Pessoa) In: Livro do Desassossego]
Li esta frase na carta de renúncia de um membro da Executiva Nacional da Rede Sustentabilidade e fiquei pensando nos limites que são impostos para o exercício da política tal como ela foi concebida pelos antigos gregos, ou seja, a felicidade coletiva da polis.
Se colocamos o poder enquanto objetivo primeiro da nossa atividade política, antes mesmo de definirmos o que queremos implantar quando no seu exercício,nos tornamos presas fáceis do oportunismo e do personalismo dominantes na realpolitik.
Mas se, ao contrário, renunciamos a esta lógica e construímos nosso projeto sem os atropelos do calendário eleitoral, estaremos mais próximos de alcançar a tão buscada felicidade coletiva da polis.

Texto de Marcelo Soares  de Porto Alegre e Secretário de Assistência Social em Gravataí/RS.


Eu guardei este texto para fazer uma postagem bem diferente, sobre algo mais amplo, mas os acontecimentos daqui da terrinha me encaminharam para outro universo.... mais próximo e mais palpável para Mangaratiba.

A política em nosso município é o retrato do poder pelo poder...é o objetivo maior de nossos políticos e em linguagem mais popular é o "querer se dar bem" é o "poder cujos meios justificam o fim de interesse deles".

Chegamos ao fim do ano de 2014 e Mangaratiba está completamente devastada..e o pior de tudo, não é a falência econômica, nem mesmo a destruição social que nos está sendo imposta. É a dolorosa constatação que ela está intensificando uma deformação conceitual que se iniciou lentamente com sinais visíveis e perceptíveis em outros governos e que deslanchou neste arremedo de gestão que maltrata Mangaratiba nestes últimos quatro anos.

Sem pudor algum, vão arrebentando com marretas pesadas os alicerces de uma sociedade que está se perdendo nesse massacre.

Alguns pontos bem claros que exemplificam este horror e que somente uma parcela da população ainda consegue identificar e repudiar verdadeiramente é o que partilho com vocês. Muitos se dizem indignados, mas somente por conveniência de se aproveitar a oportunidade de ocupar um espaço para os mesmo fins que alegam repudiar.

Sabe, quando vou a uma sessão na Câmara, fico apavorada com os discursos que são cuspidos para a população... fico estarrecida quando vou a uma manifestação que deveria ser popular e me deparo com pessoas da população repetindo justamente estes erros conceituais e que nem percebem o que falam... pois passou a ser  natural!!!!

Quando vejo um edil justificar ( mesmo alegando que não está justificando) que os problemas que enfrentamos acontece em todo lugar...comparando o péssimo com o ruim e  não vejo os nobres edis nos trazendo exemplos para comparação de algo melhor que devemos buscar para nosso município. Saúde com problemas? Ah! Mais em Angra está pior!!!! Ora, que Angra busque a solução e nós buscaremos a nossa! Vejo a minimização dos problemas que estamos enfrentando como se fossem rotinas e o pior... alegando se tratar de teatro político!!!! Alegam que possíveis crimes, não passam de pequenos erros!!!!
Ver um edil rebater o outro que se solidarizou com a penúria de muitos funcionários que foram exonerados ou que tiveram seus proventos rebaixados, dizer que Natal não é Papai Noel e sim o nascimento de Cristo! Hipocrisia das boas!!! Já que todos nós sabemos disso e só pergunto se o mesmo não presenteará seus familiares e se não terá uma mesa farta para os seus!!! Também não deveria promover uma festa de Natal para comunidade ... ou isso tem o objetivo que escrevi no começo deste texto?
Ver um edil alardear algo que não é vero e que está ainda em estudo para ser proporcionado a população me dá tristeza, já que foi necessário que houvesse uma postagem explicando que a propaganda sobre o projeto estava errada e mesmo sendo algo útil, não é o que foi jogado na imprensa! Que venha de fato a boa nova, mas hoje, o que temos é algo diferente!!!!
Ver edis vertendo lágrimas por ...nada e só lembrar qual e sua profissão e quais são os problemas de sua classe somente após o alerta que uma profissional fez sobre uma lei que foi aprovada em Agosto de 2014 e que passou batido por todos eles! Ver edis que humilharam a assistência durante o ano  todo se desculpando, ouvir que papai e mamãe interferem na sua trajetória como representante do povo e não lembrar que deveria ter consultado a população que o colocou neste "papel"... ver edis misturando alhos com bugalhos... é lamentável!!!!

Agora, e o poder executivo? Este perdeu qualquer resquício de ética e respeito a uma população! E o pior tem seus seguidores em todas as esferas!!! Nem mesmo o mais descarado governo seria capaz de promover festas de confraternização em um ano como o que passamos.... com problemas monstruosos!! Jamais ouvi ou vi um governo que está sendo investigado por problemas com suas licitações, fornecedores e desvio de verba que afetam diretamente sua gente, fazer festinha em sítio de fornecedor com  gestores postando em redes sociais as fotos de suas afrontas aos que carregam o serviço público nas costas! Austeridade seria a palavra de ordem!

Bebidas, churrascos, música ao vivo e nada de abonos, cestas de Natal e salário digno para o serviço público! Deformação total de conceitos!!!!

Enquanto isso... falta médico, profissionais da saúde, remédios, ordem, segurança, respeito, saneamento básico, decência, investimentos, educação, salários, justiça social, capacidade de gestão e oportunidades para a população!

Sobra... arrogância, mentira, improbidade, ganância, humilhação ao povo, sujeira, abandono, truculência e má fé!

Ah! Mas, faremos umas festinhas individuais, onde proporcionaremos as sobras do banquete para os vassalos...onde ao invés de servir com qualidade a população durante o ano, jogaremos as miçangas desta bijuteria de plástico chamada administração para os incautos e carentes personagens deste enredo macabro que foi construído!
Ah! Jogaremos nas redes sociais que estamos a todo vapor e que o progresso chegou com construções faraônicas e que sabemos de antemão não nos será útil por simples incapacidade de gestão! O próximo ano será de um novo orçamento e empurramos mais um ano de esperanças infundadas a este povo que não sabe mais para onde ir!

Bem, que venha o recesso, que venham as mudanças, que venha a capacidade da população em saber agarrar a oportunidade do embate entre eles para direcioná-los para um caminho no qual seremos os condutores... ou ao menos seremos os orientadores da conduta que queremos.


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Desabafo mangaratibense : O ano que não quer terminar!!!!

E 2014 chegando ao fim...

Que ano estranho demais, mesmo para o olhar de uma mulher vivida e  que já experimentou muitos dissabores em vários aspectos da vida...

Este ano surpreendeu com toda ebulição que vivemos como cidadãos brasileiros e como pessoas que tentam entender o momento político que se apresenta para todos nós.
Vivemos eleições surpreendentes com avanços e recuos em nossa participação social, mas  ainda permitimos que nos direcionem com enganos, mentiras, desinformações e  comodismo. Temos medo de experimentar e isso nos faz repetir erros e conceitos velhos, enraizados e mesquinhos que matam a todos nós.

Bom, não adianta fazer uma retrospectiva do cenário nacional, sem que tenhamos em mente que toda essa desordem começa  em nossa municipalidade...afinal o país é composto de municípios com seus poderes instituídos e que retratam a realidade de nossa indolência social e nossa passividade doentia. Chegamos a um ponto em que devemos bagunçar tudo para que possamos construir algo melhor para todos nós.

Assim, lá vou eu para nossa terrinha amada - Mangaratiba, que é nossa pátria mãe distraída e não muito gentil..

Nestes anos todos, nunca vivi algo parecido como o que estamos vivendo aqui.... Denúncias, indícios, afronta,impunidade, deboche, queda de braço, humilhações e despreparo. Posso desfiar um Rosário de problemas e desatinos cometidos por nossos eleitos, mas seria o mesmo comportamento perigoso que leva a todos a se "acostumar" com tudo isso, como se fosse natural e acabaremos ainda ouvindo a velha comparação de que isto acontece em todo lugar, ou que em tal lugar é pior ainda, ou que simplesmente...é assim mesmo!!!

Gente, não é assim mesmo!!! Não é normal, não é natural sermos maltratados como população e deixarmos isto se perpetuar como prática política e socialmente ética.

O importante é termos a percepção de que a solução está em nossas mãos e em nossas atitudes daqui por diante. É hora de reagirmos e de enfrentarmos este disparate como uma epidemia que devemos combater e nos proteger de disseminações maiores. É hora de união de TODOS e de TODAS as correntes em prol de nossos direitos, respeito e futuro de nossa população.

As eleições municipais serão em 2016 e até lá temos que estancar esta sangria, ou melhor,  esta hemorragia nos cofres públicos e na chacina que fazem em nossa cidadania. Depois...é só aplicar o que aprendemos e escolher democraticamente pessoas que possam defender com capacidade nossos interesses COLETIVOS.

A deturpação é tanta que em todos os setores, só temos interesses individuais sendo maiores que o coletivo. É sindicato que promove a si mesmo em detrimento da causa maior que seria sua classe. É a propaganda individual acima dos interesses daquilo que deveriam representar. É gente se fazendo de ícone dos bons princípios e com isso, distorcendo conceitos que são tão simples, confundindo a população que por ser tão próxima em seu cotidiano dos poderes públicos, acaba misturando amizade, convivência, com locupletação e defesa dos atos indefensáveis....

Então, está mais do que na hora de soltar a voz, de deixar de lado as conversas de esquinas em quase sussurros por medo de alguém que possa nos apontar como os "inimigos" do Rei!!!
Não tem rei nenhum, não tem família respeitável coisa nenhuma, não tem subalternos no município!!!!
Temos uma população que exerceu o dever de votar, que errou e que agora não quer mais permitir que isso continue! Que sabe que está sendo violentada em direitos, que está sendo surrupiada a luz do dia como se tudo isso.... fosse normal!!!!!!!!!!!!!!!!

Vamos começar a engatinhar.... vamos nos reunir dia 5/12, 11/12 e em quantas vezes for necessário até que encontremos ouvidos que nos ouçam e instituições que nos respaldem nessa fome de justiça social que tanto precisamos.

Estarei em 5/12, à partir das 10:00 hs, na praça de Mangaratiba, seja com 1 ou 2 pessoas, pois creio em liberdade, creio que não posso passar nesta vida sem ter vivido dignamente meu direito de cidadania e de ter contribuído para que mais e mais pessoas saibam que vergonha é o que estão fazendo com nossa população.

Chega, basta, stop, fora, cansamos, explodimos!!!! Vamos fazer diferente do que se fez até hoje, quando esperamos que surgissem heróis para salvar os pobres homens e mulheres do município...isso não existe e só alimentamos as feras malditas que até hoje nos olhavam com babas no canto da boca, imaginando como submeter tantos de uma só vez!

 É por mim, por você e pelos meus!

e foi assim....

Será assim....

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Mangaratiba - PF, MP e nós!


Passada a euforia...

Vamos raciocinar?
Ontem, foi um momento de extrema importância para a população de Mangaratiba, mesmo que alguns se sintam envergonhados, digam que aparecer nos jornais e telejornais por motivos não muito nobres é constrangedor. Outros atiram conceitos politicamente corretos em termos da ética dos relacionamentos e digam que estarão "juntos e misturados" com aquilo que a cada dia, já demonstrou ser nocivo a nossa população.

Compreendo que a euforia nos leva a soltar "pérolas" confusas, vindas dos sentimentos tumultuados que impedem todo ser humano em se colocar inserido no contexto que vivemos, de forma tranquila e realista.

O que de fato temos de concreto nisso tudo? Como podemos agregar e não dividir? Como tomar pelas mãos uma parcela de responsabilidade nisso tudo? São perguntas difíceis de responder e tão fácil de resolver....

Primeiro, podemos começar a não vivermos de oba oba, sabendo que temos direitos a uma explicação, esclarecimentos e respeito!!!!!!!!!!!

Vejamos, não é normal, nem natural que uma população viva da falta de informações claras e objetivas... tudo em Mangaratiba, é informado pela "rádio pião", aquela que existe nas esquinas, nos bares e nas conversas embasadas na frase: "Ouvi, do amigo que trabalha com cunhado do cara que é amante da fulana que é esposa do beltrano!"

Também não é normal, amanhecermos com a PF e o MP, fazendo uma devassa, quase que anunciada e devidamente esperada em nossa prefeitura... Se acontece em várias prefeituras, significa que algo não funciona, não só aqui, mas em muitos municípios. Isso é claramente anti natural!!!!

E aí, se inicia o estopim do medo, da insegurança e da caça as bruxas! Gente, temos o poder nas mãos e na capacidade de raciocinar! Temos condições de discernir aquilo que é legal  e o que é ilegal! Temos condições de definir claramente que independente das amizades, independente das "gratidões"" existe a conduta social que não pode nos cegar como cidadãos.

Não adianta voltarmos no tempo para acusar.... devemos voltar no tempo para analisar a trajetória do município e assumirmos nossos próximos passos. Lembrar dos momentos anteriores e embasados em conhecimento do que é legal ou somente falácia e construirmos o futuro.

Então, voltando ao tema MP e PF na caixinha de Pandora da prefeitura, o que de fato temos?
- Temos uma ação por FORTES INDÍCIOS de FRAUDE nas licitações de nossa prefeitura!
- Temos um município, cujos governantes, estão sendo investigados por FRAUDES que somam R$ 60.000.000,00 em contratos firmados entre 2011 e 2012, no primeiro mandato (eleição suplementar).  
Lembramos que não se trata de uma ação criminal, mas sim de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.
-Temos um município que vive uma investigação de forma mais concreta, já com parecer mais consistente sobre o contrato com a MC Engenharia, realizado em Junho de 2011 que foi alvo de uma CPI em 2012, iniciada em Agosto de 2012 e que por vários motivos, não se estendeu após a eleição.

Mas, temos outros aspectos mais subjetivos:
-Temos um município que vive a constatação de enriquecimento estrondoso de alguns governantes e de seus familiares.
-Temos um município que vive seus piores dias em termos de serviços públicos, como fornecimento de água, educação de qualidade, saúde, transporte coletivo, preservação ambiental, saneamento básico, limpeza urbana e segurança, tanto patrimonial quanto a do indivíduo.
-Temos um município cujo orçamento não se reverte em benefícios para a população. 
-Temos funcionários exonerados por falta de controle administrativo e irregularidade em suas contratações.
- Temos funcionários sem direitos a resíduos salariais devidos em suas exonerações;
- Temos funcionários apreensivos com a folha de pagamento, visto que não há transparência nas ações governamentais que os tranquilize quanto a saúde financeira da prefeitura.
-Temos um município que não se desenvolve economicamente.

 O resto é resto! Saber aproveitar o momento político para novos rumos, não significa que vamos malhar o Judas uns dos outros, pois todos, sem exceção viveram momentos dúbios em suas escolhas políticas. Até mesmo quem ainda não teve um mandato sequer, já tem trajetórias de envolvimentos nebulosos. Precisamos repensar como participar disso tudo, sem que sejamos vítimas ATIVAS deste hábito mangaratibense... 

Não somos vítimas de nada e sim agentes ativos disso tudo, pois nos recusamos a construir, querendo a todo momento desconstruir baseados em erros de avaliação alheios.

Não esqueçam que 13.000 eleitores disseram sim a este governo e 9000 disseram sim a algo que por sí só nascia natimorto.  Somos co-responsáveis e praticamente direcionamos os políticos a agirem em acordo a sua representação. Só para ilustrar... Ontem, depois das 17:00 hs, em um bar, uns amigos do poder, gritavam uns para os outros: "- Nosso prefeito é do C......!" "-Nosso prefeito é do P...!" - "Já falei com ele, não deixou um rastro! Quero ver provar!"


Da mesma forma que se empurra para tudo isso, podemos empurrar para o que acreditamos como bens comuns, desenvolvimento social e recomeço de uma nova forma de se viver a política por aqui.

Que venha a PF, MP, o judiciário! Que se desarrume tudo para uma nova construção em sociedade.

Mangaratiba tem natureza privilegiada, tem orçamento digno, tem um bom perfil econômico... só falta parar de esconder suas mazelas, deixar de ter jeito de pobre envergonhado que finge ser chique para poder enganar a si mesma!
Sejamos mais Sonia Catiço ....



e menos subservientes!