quarta-feira, 8 de março de 2017

Iluminação Pública Mangaratiba


Hoje, a primeira reportagem que vi no noticiário, foi sobre o que "andou" nos municípios após mudanças de governos e se as "promessas" de campanha estavam sendo cumpridas. Pensei logo aqui na terrinha amada... aqui tudo é mais lento, tudo é mais condescendente por conveniência e não se pode cobrar para não ser visto como oposição. A alegação é sempre a mesma... pouco tempo, encontrei desordem, falta de recursos, etc... Mas, será que Mangaratiba precisa ser como no desenho do Bob Esponja... "Dez anos depois...." poderemos cobrar?

Enfim, os municípios em que houve algum projeto específico ou alguma promessa que não fosse genérica, ou que tivesse de fato alguma proposta, estes ficam mais fácil a cobrança... nos municípios em que se subiu nos palanques e só prometeram que iriam melhorar, que iriam voltar a sorrir, que ganhariam beijos no coração, ou cuja campanha foi feita toda em cima da crítica superficial ou mentirosa da gestão anterior, é muito complicado cobrar, afinal, nada de concreto foi proposto. Porém, estes municípios possuem problemas e  quer queiram ou não, passam a ser de sua responsabilidade, voltando a sorrir ou choramingando.

E assim, um dos problemas mais evidentes e que nos preocupa é a falta de iluminação pública que nos dá a sensação de insegurança, limita a movimentação da população em horários após o entardecer e que facilita de fato a ação de criminosos.  Não importa se é problema herdado ou não, não importa se estão desorganizados! São 88 dias entre a eleição e a posse para planejamento e 68 dias de gestão efetiva! E ainda havia uma licitação realizada, faltando somente a homologação do pregão.
E aí?
Foi tudo desconstruido e nada!!!!

Refizeram o projeto básico,   sob nova ótica, com quantitativos de insumos surreais, como lâmpadas e caminhões, mas que nem cabe a mim questionar, porém que elevaram a estimativa de contrato em mais de R$ 150.000,00 mensais, passando de R$ 214.000,00 para R$ 370.000,00 E o pior, não contaram com a impugnação feita por um dos participantes, atrasando ainda mais o certame!

A impugnação, não ocorreu por falta de tempo hábil dos participantes em confeccionar suas propostas por motivo de feriado de carnaval, visto que o certame se realizaria em 23/02/2017 e o feriado foi posterior a isso. E o próprio texto da ata é bem claro... a análise da impugnação   é que em virtude dos feriados não pode ser realizada....  Adiada "Sine Die" sem análise do mérito!!!

Ops!!! Sine Die.... e nós no escuro.

Pergunto por quanto tempo, teremos que esperar que os gestores se situem?








2 comentários:

Comente com responsabilidade e participe com sinceridade!