quinta-feira, 30 de maio de 2013

E aí? O que incomoda você?


Não me levem a mal, não sou expert, não sou catedrática em nada, sou só incomodada. E quando a gente se incomoda, é bom! É bom, porque começamos a nos questionar, a procurar onde está o erro e o que podemos fazer para mudar e, consequentemente, melhorar.

Mangaratiba é um município com mais de trinta escolas e a população em idade escolar cresce a cada dia.

Então eu me pergunto: será que temos qualidade em nosso ensino? Será que as crianças estão felizes em nossas escolas? Será que o ambiente de trabalho está bom? Será que os professores estão satisfeitos com o desempenho profissional? Será que estão sendo valorizados? Será que o professor quer realmente ser professor? Como a família participa na vida escolar de seus filhos? Ela está sendo bem recebida nas escolas? Será que todas as escolas estão de acordo com os padrões mínimos de infraestrutura?
E aí? Isso tudo incomoda só a mim ou mais pessoas de nosso município se incomodam também?

E diante desses questionamentos eu começo a pensar que, certamente, ainda temos muito caminho a percorrer. Não sei nos outros Distritos, mas vou falar por mim, pelo que vejo e ouço.

A qualidade em nosso ensino ainda não existe, por mais que tenhamos pessoas realmente engajadas no processo, que amem a sua profissão e que se esforcem bastante, ainda não chegamos ao nível satisfatório.

Ainda existem escolas que não possuem acessibilidade aos alunos especiais, espaço, iluminação, ventilação, mobília adequada, instalações sanitárias adequadas, instalação para laboratórios, telefone, reprodutor de texto (neste caso são os materiais, quando não falta a folha... falta a tinta, rsrs). Aqui é o poder público que precisa seguir a Lei. O mesmo também seria responsável pela valorização salarial dos professores (igualdade de valores, concurso). Será que os recursos a serem aplicados estão sendo fiscalizados? E quanto ao fato da Lei não estar sendo cumprida, os vereadores estão atentos?

Vamos para a escola. Será que os gestores estão conseguindo se sair bem? Todas as escolas possuem seus Conselhos Escolares? Os pais estão participando da vida escolar das crianças e sendo bem recebidos pela escola? E seus Projetos Políticos atendem satisfatoriamente, ou é só um mero documento CHATO que todo ano a SME manda fazer? Não sei. Só sei que um Conselho Escolar comprometido, participa, atua junto à direção, propõe melhorias no aspecto educacional e funcional das escolas. Pais que participam e são estimulados a acompanhar a vida escolar do seu filho, ajudam a escola e, principalmente, as crianças. Uma Unidade que possua um Projeto Político bem pensado e discutido proporcionará o caminho que a escola deverá seguir para alcançar seus objetivos.
E os funcionários desempenham sua função direitinho, ou a escola virou um cabide de empregos com segundas intenções dos contratantes? Está faltando uma seleção mais criteriosa, pois já presenciei alguns absurdos, que uma pessoa com um mínimo de ética pensaria duas vezes antes de fazer ou falar.

Chegamos à sala de aula...
Por que os professores não se rebelam contra os índices de fracasso escolar? Por que não se rebelam contra as condições que dizem não ser satisfatórias? Ou será que está tudo bem e que os alunos estão aprendendo direitinho?
O professor é quem atua no núcleo do processo ensino-aprendizagem, é ele que vai identificar como fazer para que seu aluno aprenda. Para isso ele tem que querer fazer. Conheço excelentes professores em nosso Município, mas também conheço alguns que precisam rever suas práticas. Precisam estar abertos às mudanças (muitos não fizeram uma faculdade ainda, não querem participar de cursos de aperfeiçoamento, não sabem usar o computador ou as mídias digitais), que conheçam as práticas inovadoras que estão aí pelo país ou pelo mundo, que saibam quais são as exigências que precisam ser exploradas para que o aluno aprenda. É necessário ser humilde e aprender sempre, ter menos ingenuidade, ter mais consciência crítica, perceber a lógica maior a que estamos servindo, e com isto provocar a necessidade de uma formação humana e profissional mais rigorosa.

E por último vamos dar uma voltinha pela SME.
Falando através de metáfora... Mais parece uma casa em reforma, nos fazem acreditar que o problema está apenas na fiação: troca-se a fiação, mas a luz não acende. Então, troca-se novamente a fiação. Agora é o chuveiro que não funciona. Volta-se a fiação antiga, e vai se consertar o telhado, etc.
Depois, alguém dá o veredicto de que a casa não tem jeito...

É... ainda continuo incomodada com minhas perguntas que às vezes nem eu mesma sei responder.

49 comentários:

  1. Constatar o apontado, me incomoda e muito, há muito o que se fazer nessa área ! ! !

    ResponderExcluir
  2. Eu também, Severo.

    A Nina foi direto com o dedo na ferida e não deixou um elo sequer fora do problema.

    Ou melhor, acho que deixou somente de apontar a COBRANÇA!!! Ninguém cobra nada de ninguém.

    Eles fingem que está tudo bem e nós fingimos que acreditamos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho que deixar algo para as pessoas se incomodarem também. Rshrsh

      Excluir
  3. Acho que a cobrança ficou embutida nas perguntas dela. Realmente tem muita coisa para ser respondido. Agora vou prestar mais atenção na educação dos meus filhos.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto! Ele provoca não só o governo e a direção das escolas como também a nossa sociedade inerte que quase sempre assiste paralisada a esse filme cujas cenas tornam-se a se repetir. Até quando continuaremos só "trocando a fiação" e não indo até à raiz do problema? Sinto também que falta mais entusiasmo e isto precisa partir primeiramente de nós. Precisamos desejar a educação que nossas crianças e adolescentes precisam ter e estabelecermos ações práticas para que as coisas aconteçam. Há muito que se fala em Saúde e educação nas campanhas eleitorais mas poucos são os discursos realmente comprometidos desses que se candidatam. O povo já não consegue mais discernir quando há seriedade ou falta dela pois a demagogia confunde. Porém, em meio a tantas decepções, precisamos ser capazes de nos reanimar e aproveitarmos as oportunidades oferecidas pela democracia para influenciarmos na construção de um futuro diferente do presente que está sendo. Em nossas mãos está a caneta da História.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso! É mais um questionamento que poderá nos levar a sair da "pasmaceira" em que Mangaratiba se encontra. E quem sabe assim, as cobranças surgirão.

      Excluir
    2. PELO VISTO POUCA GENTE ESTA ENCOMODADA. EU ENCOMODO COM A SAUDE QUE ESTA UMA VERGONHA TAMBEM.

      Excluir
  5. Em tempo!

    O texto abordou um detalhe interessante e que diz respeito à ventilação nas escolas.

    Recentemente,tendo acessado o blogue do vereador Charlies e deparado com o texto de seu primeira lei (sobre educação), sugeri abertamente um anteprojeto de lei que verse sobre a adequada aclimatação das salas de aula, com base numa norma já existente no município do Rio de Janeiro de n.º 5498/2012. Argumentei que não só no calor, mas também nessa época de gripe, é fundamental que as salas de aula sejam bem climatizadas para evitar que as epidemias se espalhem.

    Também disse ao nobre edil que, tendo em vista que o nosso município não dispõe de tantos recursos, eu modificaria apenas um aspecto na lei carioca para que fosse dado um prazo de um ano de vacatio legis para a vigência da norma cujo texto ficaria assim:


    Art. 1º Ficam as instituições de ensino, localizadas no Município do Rio de Janeiro, obrigadas a manter a temperatura adequada nas suas salas de aula, dentro dos padrões estabelecidos como ideais para os locais onde se desenvolvam atividades que exijam solicitação intelectual e atenção constantes, na forma do disposto no art. 25 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional-LDB, bem como na Norma Regulamentadora nº 17, emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego-MTE.

    Art. 2º Para efeito do disposto no art. 1º, o índice de temperatura efetiva deverá ser mantido entre vinte graus centígrados e vinte e três graus centígrados no interior das salas de aula.

    Art. 3º Esta Lei entra em vigor no prazo de um ano após a data de sua publicação.



    Sem dúvida que as condições adequadas de aclimatação contribuem para melhorar o aprendizado das crianças, proporcionando um maior conforto que evitará a evasão escolar. E, sendo uma norma válida para todas as escolas, inclusive para instituições particulares, acredito ser possível que qualquer vereador tenha a legitimidade de propor. E, dessa maneira, criaríamos uma obrigação para ser seguida pelo Poder Executivo Municipal que, sendo descumprida, abriria espaço para futuros questionamentos perante o Ministério Público e Poder Judiciário.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso realmente é um ponto que interfere bastante, salas abafadas, crianças suadas, incomodadas pelo calor, são menos receptivas ao aprendizado.

      Excluir
    2. E agora, pergunto: Este anteprojeto sairia do papel? Pode-se até tentar, mas custo a crer que sancionariam algo desta natureza, pois nem mesmo a visita do TCE no ano passado, cobrando vários itens de infraestrutura e de climatização em salas de aula foram atendidos...

      Excluir
    3. Essa conduta de não atender as recomendações do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO parece a CERTEZA da IMPUNIDADE

      Excluir
  6. A visão de um aluno sobre a sua escola. (Vou transcrever o que minha filha relatou.)
    "MINHA ESCOLA É CHATA, PARECE UMA PRISÃO ONDE TEMOS QUE FICAR EM SALA (CELA) SEM PODER FALAR, TEMOS HORA MARCADA PARA DESCER E EM FILA(COMO BANHO DE SOL), TODOS USAM UNIFORMES (COMO PRESOS), OS UNIFORMES DOS INSPETORES SÂO DIFERENTES (COMO CARCEREIROS), ALGUNS PROFESSORES NÃO ESTÃO NEM AÍ, CHEGAM E JÁ JOGAM A MATÉRIA E AINDA FALAM QUE QUEM QUISER APRENDER QUE APRENDA. ALGUNS SÃO BACANAS, OUTROS NEM BOA TARDE DÃO." Fiquei preocupada com essa fala.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito sua filha ficaria feliz se estudasse em uma escola mais dinâmica e acolhedora, nos moldes da escola da Ponte em Portugal. Qquem sabe um dia chegamos lá!

      Excluir
    2. Sabe, só fiquei preocupada com a parte dos professores "não estarem nem aí"...

      Nos outros itens, penso que vc pode explicar a ela que na sala de aula, na maioria das vezes é o momento mesmo de ficar calado, sem que haja dispersão no raciocínio e se perca a explicação que possivelmente está sendo transmitida.
      O descer em fila é até saudável e evita acidentes e coloca limites comportamentais que serão necessários ao longo da vida em todos as etapas, sejam elas estudantis, profissionais e até mesmo em sociedade.
      Diga a ela que o uso do uniforme também é bom, pois faz com que todos sejam reconhecidos como alunos em igualdade e sem classes sociais distintas. Será útil para ela perceber que as pessoas são tratadas sem distinção e que ninguém se sentirá inferiorizado caso aconteça algum desfile de moda...e o principal, se identifica o aluno como membro da comunidade escolar.
      Os inspetores... não é o problema o uniforme... talvez a conduta deles, caso não tenham sido capacitados para esta função.... isto é que importa de fato, afinal, eles são os guardiões da disciplina e estão ali para fazer com que as regras se cumpram e para isso precisam estar preparados e conhecer as regras estabelecidas.
      O uniforme, serve somente para identificação e poupar roupas, já que ganham tão pouco...

      Agora, a questão dos professores ...esta é complicada!!!

      Excluir
    3. bom dia leila, você é catedrática,
      adorei a resposta.
      parabéns é muito bom ver coerência nas respostas,

      Excluir
  7. Este tema é muito interessante, pois quando fui votar na escola maria augusta lopes, deparei com um calor infernal e sem um venmtilador de teto sequer no corredor, enquanto por alguns minutos aguardei a vez p a seção de votação, imagino as crianças e o professor o dia inteiro naquela fornalha!! comentei no rio com meus vizinhos!!! ESBARRAMOS SEMPRE NA VONTADE POLÍTICA, AINDA BEM QUE O NOSSO PREFEITO É "BAICHAREL" EM DIREITO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interessante é que está situação caótica em que a EDUCAÇÃO em MANGARATIBA se encontra atualmente é a mesma de um ano atrás. Nada mudou, os prédios das escolas continuam os mesmos ou até piores,pois não tem manutenção,falta material de consumo e didático.NADA MUDOU

      Excluir
  8. E eu fico mais incomodada ainda com o fato das pessoas do município não questionarem nada. Pelo visto está tudo bem.

    Engraçado que quando tem "Festa", é um tal de mensagem pra cá e pra lá, "Vai? Não vai!!?? Eu vou! Nós vamos!!!", mas quando se pergunta: "Vai participar da eleição do CM Saúde?" "Vai participar das reuniões na câmara?" "Vai participar de debates sobre a política do município?". A resposta é sempre a mesma... " Vou não." "Posso não." "Quero não."

    Difícil essa causa!

    Não estou aqui criticando pessoas ou governo, mas as ações. Até mesmo porque não sou perfeita.

    ResponderExcluir
  9. Nina
    Externar opiniões em um municipio em que a maior parte dos trabalhadores, profissionais da área educacional são contratados e que ao externarem qualquer opinião politica ou não, será obviamente demitido sem qualquer justificativa ou inventaram uma.Esperar de direções de escolas que tenham autonomia para transformar as práticas pedagógicas chega a ser comico, pois não estão preocupadas em educar e sim em manter-se em cargos de confiança e em acordo com as politicas educacionais vigentes. Não há recursos? A desculpa: Pra que se podemos utilizar sucata, reciclagem ou deixa que o professor que ama o que faz invista em sua turma, em sua escola com seus próprios recursos. Recursos estes, alias que estão sendo esperados o seu cumprimento já faz algum tempo. Me parece que foi um dos carros chefes de campanha.Quanto as instalações prediais da escolas, basta uma boa camada de tinta nas cores a politica atual que ficara bem vista aos olhos de quem passa na rua.Fr acasso escolar? Quem os vê?Mangaratiba está desenvolvendo em suas bases educacionais gerações de ignorantes, semianalfabetos e analfabetos funcionais, e isto pode ser verificado nos cadernos dos alunos e nas correções de muitos professores que erram tanto ou mais que alguns alunos porque o que importa não é um curriculo competente e sim um conhecimento politico eficaz e de acordo com a lei de silêncio.SME? Quem é a secretária?Há controvérsias no que voce pensou?E na competência de quem manda realmente.Pois é aqui manda quem pode obedece quem tem juízo. E assim caminha a Mangaratiba.Climatização? Olha a ideia irá ser aceita em que moldes como a do Governo do Estado em que os aparelhos de ar são alugados? Não dê essa idéia não!Pode se tornar mais um meio de se tirar o que não se tem.Pra encerrar. Ensinar cidadania? É crime punivel em um municipio em que o cidadão está sendo esbofeteado todos os dias, apanhando na cara, mas tá arreganhando os dentes ou a falta deles na tentativa de pegar uma sobrinha ou esmola. Cadê o concurso? Cadê a Educaão? Cade a Competencia? Cade a sociedade ativa? Cadê os conselhos? Cadê? Eu não sei.Só sei que uma andorinha não fa verão.

    ResponderExcluir
  10. É,colega,entendo o seu desabafo.Após duas décadas é que os "sintomas" estão aparecendo.Acho quase impossível a "cura"... A não ser que essa pseudo municipalização "morra",ou seja,que todas as escolas retornem ao Estado." -Mas que absurdo,o Estado sempre foi omisso!""-Faltava tudo.Com o dinheiro arrecadado nas festas,rifas etc é que a direção comprava material didático,material de higiene etc".Concordo plenamente.Mas não faltava algo essencial para o ser humano:LIBERDADE.Os diretores,durante um certo tempo,eram equivocadamente "indicados" pelos prefeitos (inacreditável...).Mas nem por isso, deixavam de exercer a função com AUTONOMIA,havia uma certa UNIÃO,até AMIZADE, entre professores e todo o pessoal da educação.
    Havia maior INTERESSE E PARTICIPAÇÃO dos alunos,o que motivava os
    professores a prosseguir na luta.Apesar dos pesares,era GRATIFICANTE.
    Após muitas reivindicações,através de passeatas,paralisações,greves,enfren
    tamentos com a PM nos dias de ASSEMBLÉIA ,no Rio etc.,a direção passou a ser escolhida através de eleições,com participação da comunidade.Enfim,
    houve muitos avanços,após muita luta do sindicato tentando sempre dialogar com o governo.E,então,surge uma decisão para acabar, de uma vez, com essa mania de democracia.Municipalização é a solução!!! Só que muita gente se iludiu,pensando que as coisas iriam melhorar.Alguns,pensando nos seus próprios interesses,outros ficando em cima do muro e, outros,acreditando que
    seria "municipalização de verdade" como ocorre em outros países.Doce ilusão,quer dizer,amarga.O resto da história,todos sabem...Um abraço!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, vejo que você também está incomodado com várias coisas.

      Só fico preocupada com essa questão das pessoas contratadas terem medo. Até quando? Será que isso é saudável para o profissional? Essa questão de instabilidade poderia mudar se todos resolvessem dar um BASTA!

      Quanto a questão da municipalização, é por força da Lei. Municípios abrangem as escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Já o estado, cuida do Ensino Médio.

      Temos é que lutar, com todas as forças, para que nossas crianças e jovens tenham um ensino de qualidade, e que, principalmente, não calem a nossa voz!

      Excluir
    2. Nina,você tem toda a razão.Sei que esta bendita municipalização é
      por força da lei,ou seja, é legal, porém, injusta.Se TODOS resolvessem dar um BASTA,eis o X da questão.Para alegria dos "políticos profissionais",neste município nunca houve união.Apesar
      da proximidade geográfica entre os bairros,há um grande isolamento,uma falta de cumplicidade...Parecem cidades-estado
      (sem estrutura alguma,claro),auto-suficientes(???),paira no ar uma
      rivalidade até.Isso,infelizmente, dificulta ou impossibilita que este
      quadro de opressão sobre a população e,principalmente,os trabalhadores municipais seja revertido.É uma bola de neve constante.Quem sabe,com as redes sociais,esta mentalidade
      mude para melhor...É minha única esperança.Mas veja o abaixo-assinado sobre o transporte coletivo.Está,praticamente,parado
      algo tão simples de se fazer.Mas vamos continuar a sonhar,dialogar
      e não desistir,jamais,de contribuir e exigir o mínimo de dignidade para o município que tanto amamos,pois "quem ama,cuida".



      Excluir
    3. Saudavel? Nunca será!" Exigir concurso para que se possa haver regras trabalhistas envolvidas é quase um milagre que isto aconteça.Como nosso prefeito irá abrir concurso para que haja efetivação? Ele irá perder todas as possibilidades de eleger quem ele queira para tapar seus rombos aos cofres publicos.

      Excluir
    4. Lembro que certa vez,aqui,o presidente da câmara exigiu, do prefeito,
      concurso público.Hoje,parece piada...Mas quem é o maior respon
      sável por isso?A população que,apesar da falta de opções,continua votando sem responsabilidade alguma,ou seja,fazendo gol contra.rsrsr

      Excluir
  11. Conheço o ensino do município e sei que não é dos melhores,porém o que me surpreende é ouvir por várias vezes os moradores afirmando que o ensino do município é de excelente qualidade,esta semana conversando com uma pessoa mais uma vez ouvi mil elogios ao ensino da região,inclusive fui indagada,porque colocar os filhos em um colégio particular lá fora se temos um ótimo ensino em Mangaratiba? Então fico me perguntando será que somos muito exigentes ou o povo que se contenta com pouco? ou melhor,quase nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar meu pitaco...

      Mangaratiba tem um péssimo hábito de desvalorizar seus direitos e o péssimo hábito também, de se valorizar à partir de comparações com situações péssimas de outros municípios... - complexos de povo isolado - Ah! Estas montanhas...

      Nunca queremos o melhor.... a nós basta ser menos ruim...
      Nunca exigimos "direitos" .... preferimos os favores... dá a sensação de poder governamental...

      Nunca participamos das atividades que nos cabe como sociedade... preferimos reclamar depois... isto nos isenta de responsabilidades...

      E o pior... por tudo isso acima, nunca queremos evoluir em conceitos, em aprendizado social, profissional e social.

      Queremos pouco, exigimos nada, repetimos erros, não ousamos, estancamos no tempo e na capacidade de discernimento do que é qualidade, direitos e deveres.

      Excluir
    2. BRAVO LEILA GOSTO MUITO DOS SEUS PITACOS.

      Excluir
  12. Pitaco,não.Disse tudo...

    ResponderExcluir
  13. Puts!É uma bola de neve que cresce e cresce...E o município, encolhe junto com a mentalidade de sua gente...

    ResponderExcluir
  14. Nina, o que está me incomodando no momento é o não recebimento dos meus contracheques, pois precisei dos três últimos e não tinha para apresentá-los. No meu setor de trabalho só me dizem que ainda não chegou. Uma vergonha, como muitas outras que vem ocorrendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouvi hoje no ônibus duas funcionrias da prefeitura conversando sobre o atraso do contracheque,quando uma falou: daqui a pouco sera o nosso salario que vai atrasar.

      Excluir
    2. O contracheque é um documento onde através dele o funcionário acompanha seus proventos, gratificações e descontos. É direito do funcionário recebê-lo. Alguém sabe o motivo do atraso?

      Anônimo, procure entrar em contato com o Departamento Pessoal, talvez eles possam fornecer alguma informação.

      Excluir
  15. Estamos vivendo um verdadeiro circo dos horrores em mangaratiba
    ninguém comenta o desvio de verba da educação ninguém comenta que uma funcionaria esta presa.
    ninguém fala nada ou não sabe de nada parece que estamos morando em uma favela onde todos são obrigados a se manterem calados porque não se sabe o que pode acontecer
    como sempre alguma bucha vai pagar o pato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que estão querendo abafar o caso. A Letícia vai ser boba se ficar presa e não abrir o bico. Joga a bosta no ventilador, quem sabe assim Mangaratiba começa a respirar!

      Excluir
    2. Interessante este silencio da turma do CAPIXABA, eles sempre foram bons em termo de BOATOS,é so lembrarmos da campanha.

      Excluir
  16. O povo tem que estar antenado nesses verdadeiros bandidos com cara de mocinho e lá vem o outro falando mansinho e tentando voltar com ar de coitado!!! AARÃO nunca MAIS!!!

    ResponderExcluir
  17. Aarão,Cabral,Garotinho e toda essa turma do psdb e do "demo"...NUNCA MAIS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comparando com a atual administração , isto é com o CAPIXABA, qual foi o crime que o AARÃO cometeu? Vocês estão de brincadeira, não é?Não votei nele e não votaria, mas diante da atual situação ele é pinto.....kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Só quem pode responder a essa pergunta é a sua própria consciência,ninguém mais.

      Excluir
  18. http://extra.globo.com/noticias/rio/baixada-fluminense/prefeito-de-sao-joao-de-meriti-sandro-matos-investigado-por-fraude-na-merenda-escolar-de-creches-8361391.html

    O buraco da educação é bem maior.

    Laarão de novo!!!!!!!!!!!!!
    NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  19. Falta de imaginação e competência... ressuscitar já é demais!!!!

    ResponderExcluir
  20. Respostas
    1. "democratas" (kkkkkkkkkkkkkkkk)

      Excluir
  21. SO CAPIXABA OU O PEDRINHO NÉEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  22. Nina,este texto/questionamento logo será substituído por outro,talvez,mais inte
    ressante ainda.Que pena!Bom seria que ele fosse repetido, de vez em quando.
    Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei o texto muito bom! Principalmente por se tratar da visão que consegue ir além das simples acusações, e nos leva a questionar até mesmo o comportamento da população em geral.

      Excluir
  23. Leila,a sua postagem-alimentação escolar-também poderia ser repetida,após ser substituída.Está excelente!

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade e participe com sinceridade!