domingo, 27 de dezembro de 2009

Nossa GM

Fiquei chateada com tanta mediocridade!
Já passa da meia-noite e ainda não digeri o acontecido. Costumo melhorar depois que empurro o dia obscuro para seu devido lugar de algo que já aconteceu, ou melhor, para seu tempo correto que é o passado.
Mas, hoje está difícil de virar ontem. Não entendo o motivo das pessoas humilharem outras pelo simples fato de dimensionarem mal seu objeto de rancor. Se o objeto pelo qual nutrem antipatia for “alguém” que por sua aparência transmite fragilidade, ou classe social “inferior”, certas pessoas nojentas ferem e causam um mal imenso.
Neste hoje que insiste em não virar ontem, um GM de Muriqui, resolveu vender seus serviços ao comércio, e partindo para o ataque de seu marketing miliciano, foi até a farmácia da praça onde um jovem morador esperava a saída de uma funcionária.
O GM (guarda de merda) entrou no estabelecimento e disse que se precisassem dele era só telefonar, pois tinha visto um drogado parado na porta e que ele resolveria o problema. Este G merda, é parceiro do outro G merda que está preso acusado de ser o executor do vereador.
O jovem é de boa índole, havia bebido um pouco mais da conta, e é mulato......
Como a funcionária replicou a difamação a seu primo, o infeliz G merda, mais ainda o caluniou.
Agora, se o jovem retrucasse e o assunto fosse mais adiante, talvez tivéssemos uma tragédia, pois sei do que esta gente que está pendurada nos cabides de emprego de nossa prefeitura é capaz de fazer.
Será que agiriam assim, se este jovem dissesse que seu tio é procurador da república?
Que o outro tio é da polícia federal? Que seu padrinho é Coronel?
Que loucura é esta, onde o direito do indivíduo só existe se andar com o currículo de sua árvore genealógica?
O quanto ainda teremos que nos aviltar para que pessoas não passem por esta humilhação instituída como prática legal?
É..... qualquer dia destes teremos o Dia de fúria local, e não sobrará pedra sobre pedra na versão tupiniquim do Velho Oeste que se transformou Mangaratiba

Um comentário:

  1. Quando esse dia de fúria local chegar, não esqueça de me avisar!

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade e participe com sinceridade!