sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Participar ou interferir?

Estou em véspera da decisão eleitoral em nosso país e, penso que nunca estive tão estranha quanto desta vez.

Li tudo que estava ao meu alcance, fiz minhas consultas quanto a vida de cada um. Relembrei épocas em que um e outro afetaram minha vida e nada!

Pensei muito nos discursos da tropa de combate dos candidatos, onde todos atropelam a população se dizendo democratas e insistindo em fazer com que "se abrace a causa".

E o mais desagradável é a insistência em afirmar que aquele que anula o voto, é um omisso ou alienado. Por vezes fico muito possessa com esta falsa cidadania que querem me passar.

Vejam, participar ou interferir neste momento de segundo turno é a questão.

Ainda não sei bem como será meu voto, já que em minha convicção, já participei do pleito, quando votei em Marina Silva no primeiro turno.

Os dois candidatos, durante a campanha, só me afastaram mais ainda da decisão, com seus debates ridículos, com mentiras, com caras ensaiadas de cristãos praticantes, com gestuais mentirosos, com falas aprendidas no intensivão da campanha e com sorriso de ator medíocre ou sorriso de botox.

Fui atropelada por mensagens eletrônicas de um e de outro, com asneira de todos os lados e um ufanismo insano que mais pareciam vindos de alguma escola nazista.

Aí, pensei na diferença entre os verbos participar e interferir. Pensei de forma mais complexa e procurei sentir estes verbos de forma intensa, para tomar minha decisão.

Primeiro foi participar; "tomar parte em algo"

Então vi que tinha participado, quando escolhi votar em Marina Silva. Tinha tomado parte no processo que acredito.

Depois foi interferir; "intervir em algo"

Só que este verbo me fez uma sensação desagradável. Pensei em "inter ferir"e não gostei! Estarei ferindo junto, estarei intervindo na vontade da maioria, já que a minha vontade não foi feita.

E como gosto de palavras, não quis ficar com esta repulsa a palavra e procurei outra, mais suave e troquei por interceder... aí ficou melhor! E cheguei a "inter ceder". Estarei cedendo junto a vontade da maioria e, vi que é mais próximo de participar.

Depois disto, estou quase decidindo qual será minha opção, mas.... se me encherem mais de leviandades e insistirem em menosprezar minha capacidade de raciocínio com tanta bobagem, como estão agora fazendo com o carro de som com a voz desagradável do SC, que acaba me remetendo ao ex-prefeito de Mangaratiba, eu vou chegar no dia 31 e quebrar a urna!

Um comentário:

  1. QUEBRAR A URNA ACHO QUE SERIA A MELHOR OPÇÃO PARA ESSE SEGUNDO TURNO!

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade e participe com sinceridade!